História de Albergaria

um pouco de História

História

Povoação muito antiga, Albergaria-a-Velha é extremamente ciosoa dos seus pergaminhos. Reza a história que a Infanta D.Teresa, Rainha de Portugal, mãe de D. Afonso Henriques, concedeu a Gonçalo Eriz, fidalgo de um solar de Assilhó, no ano de 1117, “a carta do couto de Osseloa” com o encargo de fundar e prover as necessidades de manutenção de uma albergaria para agasalho de passageiros e peregrinos. 

Esta carta é, segundo Alexandre Herculano, o primeiro documento em que surge a designação de Reino de Portugal, o que lhe concede foros de maior valor para a nossa nacionalidade.

Essa Albergaria construída afastada do lugar de Assilhó, veio constituir um foco de interesse que conduziu ao aparecimento, junto dela de uma povoação que, por isso mesmo, veio tomar-lhe o nome – Albergaria ( a velha, em contraposição à outra, de mais recente fundação, e por esse motivo chamada a Nova, situada, a cinco quilómetros a norte desta vila).

Por decreto datado de 18 de Março de 1842 foi criado o concelho de Albergaria-a-Velha.